Te convido:

Vida, profissão, religião, gostos, desgostos...

Caminhada como ensinante e aprendente.

Queres partilhar? Vem junto!!

Críticas, Perguntas, Respostas, Dúvidas...

Esperançar sempre!!









quinta-feira, 14 de agosto de 2008

O discurso de Abertura do Ensino Médio

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO CEARÁ

Quantos dias de trabalho, quantas noites e madrugadas...

Quantas cópias de processos, quantas visitas às escolas vizinhas,

Quantas reuniões, discussões, convergências, divergências,

Quantos protestos, buscas de apoio na comunidade, apoio político, apoio religioso, apoio social, apoio educacional.

A conquista do Ensino Médio vem ao encontro de mais de 30 anos de luta dessa comunidade escolar: a comunidade de Teresópolis.

1) Quero me dirigir em primeiro lugar aos nossos educandos:

Vocês estão fazendo parte da história vitoriosa dessa comunidade escolar. Os primeiros alunos, as 2 primeiras turmas, recebendo também educandos de outras escolas como o Simões, Victor de Britto, Gabriel Obino, Silva Paes, nossas 4 parceiras dessa vitoriosa caminhada. Também temos alunos vindos do Costa, do Roosevelt e de outras escolas.

Aos que estão entrando no 1º ano do fundamental, vocês também começam uma vida nova numa escola nova.

O mais importante de tudo é que cada um de vocês vai construir conosco essa nova escola. Uma nova realidade educacional, mas com uma escola que há quase 70 anos escreve sua história de competência, sucesso, compromisso, vitórias, aprendizagens.

2) À SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO E À 1ª CRE agradeço a presença e solicito que confiem em nosso trabalho e entendam que quando a escola Ceará for ao seu encontro buscar algo é porque aqui se esgotaram todas as possibilidades. É importante ressaltar que a concretização desse sonho não foi um presente da Secretaria de educação, não foi planejada ou desejada pela SE, pelo contrário, essa comunidade teve que provar a necessidade, teve que falar muito alto para que nos escutassem. Não precisava ser assim... Tanta energia desperdiçada, podendo ser canalizada para outras melhorias em nossa escola. Almejamos que a mantenedora faça sua parte e acreditem em nossa proposta político pedagógica, e que também queremos a melhoria da qualidade da educação no Estado. Não concordamos com o decreto que impossibilita o sábado letivo, pois nossa comunidade é extremamente participativa. Lembramos que educação é investimento e não um custo para os cofres do estado. E para se ter qualidade há que se investir muito mais em recurso humano, recurso físico e financeiro.

Recursos Humanos: nossa escola inicia mais um ano letivo com falta de professores, nosso laboratório de informática encontra-se fechado há 1 ano, pois não tem o profissional habilitado; temos ainda falta de soe e supervisão.

Recursos Físicos: em 1992, quando terminou a obra dos prédios de alvenaria, havia na planta a presença de 4 prédios, mas só foram construídos 3 prédios. Foram construídas salas emergenciais, mas em 2002 foram derrubadas por falta de segurança, enfim, a escola cresce e as salas de aula diminuem. Já conquistamos esse prédio por 2 vezes e vamos tentar a 3ª, ou 4ª, mas seria bem menos desgastante se a Secretaria analisasse com carinho essa situação;

Recursos Financeiros: Mais uma vez, questionamos a prioridade do governo com a educação. Como fazer mais e melhor com cada vez menos dinheiro? Solicitamos o nosso direito, o pagamento integral do repasse quadrimestral às escolas. A manutenção da escola é precária, por conta dessa “economia” com a educação.

Queremos lhe entregar esse documento assinado pela Presidente do Conselho Escolar, pela Presidente do C.P.M, pelo Grêmio Estudantil e por mim. São as nossas necessidades emergentes e que gostaríamos que fossem analisadas individualmente.


3) Agora aos pais: alunos são alunos sempre! Do 1º ano do ensino fundamental ao Ensino Médio. Precisam do olhar dos pais, da voz dos pais, da companhia dos pais para lhes dizer a hora de fazer as tarefas, cobrar se elas foram feitas, perguntar como foi o dia na escola, ver se tem bilhete, comparecer nas reuniões, participar das atividades da escola. Desde já agradeço por escolherem a nossa escola, por confiarem em nossa proposta político-pedagógica. Venham participar e conhecer melhor a escola.

Não posso deixar de agradecer aos pais que se comprometem com os C.P.Ms. e Conselhos Escolares, foram muitos os que passaram, presidentes e presidentas que deixaram e continuam deixando o tempo de suas casas para se dedicarem à Escola Ceará. São incontáveis as realizações, melhorias, conquistas de gestões verdadeiramente participativas, nos âmbitos pedagógico, administrativo-financeiro e político.


4) Quero fazer um agradecimento especial aos nossos amigos: Vereadores Adeli Sell, Professor Garcia e vereadora Sofia Cavedon, Deputado Estadual Cassiá e Deputado Federal Mendes Ribeiro Filho. Foram incansáveis, recebendo nossos telefonemas, e-mails, enfim, nossos pedidos de socorro, nossas sugestões, mediando situações conflituosas entre a Escola e a Secretaria Estadual de Educação. Abriram espaços de reivindicações, participaram conosco de protestos, passeatas, audiências públicas. Também participaram de nossos eventos, festas, sem falar nas inúmeras visitas à Escola. Aos seus incansáveis assessores, a cada um dos senhores, OBRIGADA! É uma relação de amizade que se construiu e tenho certeza permanecerá por muitos anos. O que podemos dizer é que mais do que nunca se confirma aqui o compromisso que a educação tem com a formação política, cultural, social e intelectual de nossos educandos.


5) 6) Nossa querida ACBT- ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DO BAIRRO TERESÓPOLIS – sem vocês...nada teríamos. Todas as conquistas vieram através da associação. Nossa escola freqüenta as reuniões, participa ativamente, e desde a década de 70, juntamente com o Círculo de Pais e Mestres persegue essa meta. A cada um de vocês, os presidentes que já levantaram essa bandeira, obrigada. E já anuncio que há muito ainda a se conquistar. Também nesse espaço, aproveito para agradecer aos anônimos da comunidade, aos comerciantes, aos que doaram brindes e gêneros para os nossos eventos, aos que compraram ações entre amigos, que vieram em nossas festas...ao Rotary, Teresópolis Tênis Clube, Rádio Teresópolis, Lions Clube Monte Castello, aos queridos amigos Aldo, Ayala, Pancinha, Eduardo e Angelita da Mellina Collection, às Arteiras do Bairro, à Plimque, obrigada.


7) Quero agora de forma muito simples, mas verdadeira, agradecer às diretoras que me antecederam, que desde 1977 buscavam o Ensino Médio em tentativas frustradas junto ao Governo Estadual. Diretoras que ao buscar um direito da comunidade acabavam por humilharem-se frente a negativa da mantenedora (destaque para a prof.ª Nazy, que foi a primeira a encaminhar a discussão, juntamente com o C.P.M. da época, que tinha como presidente o senhor Ney Oliveira, nada mais nada menos que o fundador do TRIANON, o time de futebol que reúne os melhores do mundo arrecadando fundos para instituições de caridade; profª. Terezinha Azzolin que na época não teve sucesso, mas no ano passado, como conselheira do conselho estadual de educação, teve a oportunidade de reparar essa dívida da sociedade com a escola e sendo a relatora do processo de implantação, vimos aprovado por unanimidade a sua indicação. E a profª. Helena Bertol Leal, que não pôde estar presente hoje, mas que durante sua gestão promoveu a busca de recursos para a construção do prédio junto ao OP estadual). As barreiras da burocracia, os problemas financeiros do estado, falta de investimento na educação, falta de projetos de educação foram alguns dos empecilhos dessas 3 décadas de espera. Passamos por Orçamento Participativo, onde ganhamos a prioridade da verba, mas não houve o empenho da mesma e o governador Rigotto ao terminar com o OP, não garantiu o repasse do que estava atrasado. Mas não desistimos, tivemos a conquista de uma Emenda Popular na lei do orçamento de 2006, publicada no diário oficial, mas também não foi feito o empenho da verba. Quando pensávamos que nada mais poderia resolver... a profª. Wrana nos presenteou com uma aula pública, paramos a 3ª Perimetral e, finalmente, fomos escutados, criamos o fato, houve uma ampla divulgação da imprensa e o secretário da época, Sr. Fortunati, foi ao nosso encontro e em reunião da Associação do bairro, no salão da Igreja Nossa Senhora da Saúde, ele acorda com todos que a Secretaria iria estudar e instruir todos os procedimentos para a aprovação do processo junto ao Conselho Estadual de Educação.

A partir dali, então, formamos uma comissão de trabalho com a presença das 5 escolas diretamente interessadas, com a ACBT, e os nossos amigos vereadores e deputados e a SE. E o restante todos conhecem... vencemos e estamos aqui.


8)A imprensa nos apoiando foi um ponto chave para o sucesso de nossa conquista. Destaco aqui o jornal NOSSOBAIRRO, o jornalista Macedo que sempre registrou nossa caminhada em sua coluna do Diário Gaúcho e o Mauro Saraiva Jr. que de onde estava sempre divulgou nossos eventos. A todos que entendem que a educação é importante e por isso estão aqui, obrigada.


9)Alguns ex-alunos têm participação especial, porque através de suas profissões, (arquitetos, engenheiros, eletricistas, bombeiros, djs, empresários) doando sua mão de obra especializada nos ajudaram com tarefas que nos eram exigidas, sob pena de não vencer prazos. A todos, obrigada.


10)Quero agradecer ao nosso grupo de educadores, funcionárias, coordenação pedagógica e vice-diretoras. Obrigada pelo apoio, pela confiança, cumplicidade e paciência. Particularmente agradeço ao meu pai, Luciano Castillo e minha mãe, Yara de Almeida Castillo, meus maiores incentivadores e de quem herdei a capacidade de lutar, meu esposo e aos esposos de minhas vices que seguraram a casa, enquanto ficávamos na escola até a madrugada, e meus filhos que também são ex-alunos e também cultivam o amor pelo Ceará. Obrigada.


Nesse ano, lançaremos o ano jubilar, de agosto de 2008 a agosto de 2009, comemorando 70 anos. Queremos comemorar com muita competência, com realizações, com a participação e atividades dos educandos, pais, educadores e funcionárias e comunidade, valorizando cada um dos segmentos que compõe a Escola.


Agradeço a Deus por nos proteger e abençoar. Quero pedir ao Pe. Nelson da Paróquia Nossa Senhora da Saúde e Pe. Henrique da Paróquia Episcopal da Ascenção: nossos diretores espirituais, nossos orientadores, nossos conselheiros, nossos batalhadores, nossos modelos e exemplos a seguir. O Pe. Nelson poderia contar aqui há quanto se busca essa conquista para o bairro, o Pe. Henrique com menor tempo de bairro, mas que também viveu intensamente conosco esses 3 últimos anos de batalha. Continuamos a contar com suas orações e que através dos senhores possamos sempre contar com as bênçãos do Pai do Céu.


Porto Alegre, 17/3/2008.

Leila de Almeida Castillo Iabel


Nenhum comentário: